Situada na Freguesia da Azinhaga, Concelho da Golegã, Distrito de Santarém, é circundada pelo rio Almonda, em cujas férteis aluviões pastoreiam equinos, bovinos e ovinos num enquadramento de rara beleza. Scroll

Coudelaria

História

Coudelaria Veiga, com sede na Quinta da Brôa, foi fundada há 200 anos por Rafael José da Cunha, o denominado Príncipe dos Lavradores Portugueses. De entre os reprodutores da sua coudelaria contam-se dois garanhões de sangue Alter, oferecidos àquele famoso lavrador pelos Reis D. Fernando II e mais tarde, por seu filho D. Pedro V quando visitaram a Quinta da Brôa. Por herança familiar, a coudelaria veio a ser herdada pelo Eng.º Manuel Tavares Veiga, sobrinho-bisneto de Rafael José da Cunha.

O trabalho que desenvolveu na coudelaria foi notável, podendo ser justamente considerado o iniciador do novo ciclo do ginete lusitano em Portugal.

Possuidor de uma sensibilidade invulgar, foi seleccionando animais cujas características morfológicas e anímicas entendeu melhor corresponderem à funcionalidade guerreira exigida aos cavalos de toureio. Depois, usou o método de cruzamentos consanguíneos, tendo em vista o apuramento das espécies dentro da mesma raça e a homogeneidade necessária à fixação das suas próprias características.

Após paciente espera, encontrou cavalos equivalentes aos ginetes famosos da antiga Ibéria, seleccionados durante milhares de anos como cavalos de guerra, moldados para esse fim.

Desta forma atingiu um objectivo verdadeiramente nacional, pois fixou na raça dos seus cavalos as características apuradas, devolvendo, através deles, ao nosso país, a pureza do património genético há muito adormecido do antiquíssimo ginete lusitano.Mencionemos, a propósito, os cavalos Lidador, Agareno, Berber e Sultão, pela importância que tiveram na fixação das características da coudelaria.

Depois da morte do Eng. Manuel Tavares Veiga, os seus netos Manuel e Carlos Tavares Veiga e o seu bisneto Manuel de Castro Tavares Veiga souberam manter a coudelaria com a qualidade inicial. De então para cá, vem levando a cabo um trabalho de selecção das éguas com base no modelo, na genealogia, na qualidade dos produtos fornecidos e na análise das suas características funcionais.

É nas mãos de Manuel Borba Veiga que a Coudelaria desenvolve nos ultímos anos a vertente desportiva na disciplina de Dressage. Foram já vários conjuntos a participar em concursos internacionais sendo o mais relevante os Jogos Equestres Mundiais em 2014 com o cavalo Ben-Hur da Brôa.

A Coudelaria promove estágios de Dressage bem como lições particulares. Entre em contacto.

Nas paredes da Casa dos Carros, estão expostos inúmeros trofeus e dispostos os carros de cavalos, selas e arreios, alguns deles autênticas relíquias: "Todas estas peças fazem parte da história da família. Foram de cavalos que ganharam prémios e eram utilizadas pelos meus antecedentes nas suas montadas", diz Manuel Castro Veiga que fala com prazer deste valioso património. 

Marque a sua visita guiada à Quinta da Brôa.

Cavalos para venda

GuestCentric - Hotel website & booking technology